Com o início do novo ano, é hora de fazer um balanço do ano anterior e ficar de olho nas novidades do mercado de eventos para os próximos 12 meses. Além de prezar pela segurança com uma boa estrutura, é o momento de utilizar outros atrativos para o seu evento. Vamos dar algumas dicas que podem ajudar.

EXPERIÊNCIA DE MARCA COLABORATIVA

Pensar espaços e medidas que aliviam a tensão do público, sem focar apenas no entretenimento. Claro que os stands distribuindo brindes e estações de Karaokê são bem vindos, mas é preciso pensar em ações que atinjam pontos sensíveis do público, por exemplo: salgadinhos e bebidas para assistir aos artistas favoritos, estações de Self e pontos para carregar o celular mostram uma preocupação com as necessidades do público.

PRESENÇA DOS PATROCINADORES E MARCAS COLABORATIVAS

O objetivo é que os patrocinadores tenham um engajamento muito maior junto ao público por meio das redes sociais, criar experiências fantásticas com as campanhas de ativação de marca.
A tendência para 2019 é que as marcas auxiliem mais o público do que se voltar apenas para os anúncios e o comercial. Ou seja, dedicar antes, durante e depois espaços e ações que assistam os participantes do evento. A chave não é só bombardear os leads com anúncios.

ACESSIBILIDADE

Outro diferencial é focar na inclusão de todos os públicos. Muitos são os eventos que desenvolvem parcerias com hospitais com o intuito de dar acessibilidade. Cada vez mais, a sociedade está se preocupando e observando os espaços que se propõem a atender as demandas das pessoas com necessidades especiais.

COMBINAR ARTE COM A ORGANIZAÇÃO

O efeito Instagram vem transformando a forma como os eventos se organizam esteticamente, que vão desde cenografias no palco a intervenções/performances artísticas no meio da pista.
Outra tendência é apostar na mesclagem de eventos de entretenimento e conhecimento, mas é claro, sem perder o elo entre ambos. Um exemplo; palestras e shows que tratam do mesmo assunto.

MILITÂNCIA

O ano de 2018 serviu para mostrar que as militâncias negras, feministas, LGBT+ e trans têm voz ativa, produzem, demandam e vão marcar cada vez mais presença nos palcos de grandes festivais do cenário da música nacional. Por isso, é importante considerar e valorizar ações que demonstrem respeito e inclusão a esse público.

Dicas anotadas, ainda dá tempo de se organizar para os últimos eventos do ano!